“Comportamento de Saúde em Crianças em Idade Escolar”

Organização Mundial de Saúde (OMS) lançou o relatório “Comportamento de Saúde em Crianças em Idade Escolar”. Neste documento podemos encontrar informação sobre a saúde, bem-estar, ambiente social e comportamento de saúde de rapazes e raparigas de 11, 13 e 15 anos de idade.

É um estudo pertinente pela constatação de evoluções e retrocessos sobre os quais importa estar informado, refletir, unir forças, reunir aprendizagens e agir.

Em termos positivos, destaca-se o facto de:

  • Os adolescentes e jovens sentem, em geral, uma grande satisfação de vida, atingindo a taxa de 80%, entre os 11 e os 15 anos de idade.
  • O uso de tabaco e álcool pelas raparigas e rapazes reduziu, significativamente, nos últimos anos.
  • Os níveis de uso de substâncias e de conflito também reduziram, para rapazes e raparigas,  de forma significante, em muitos países.

No entanto, existem desafios contínuos:

  • As raparigas apresentam uma saúde mental mais pobre. Aos 15 anos de idade 20% das raparigas avaliam a sua saúde como regular ou má e 50% experimentam queixas de saúde, mais do que uma vez por semana.
  • O excesso de peso e a obesidade é maior entre rapazes mas as raparigas são mais propícias a pensar que são demasiado gordas. A proporção de raparigas que afirma ter excesso de peso aumentou de 26%, aos 11 anos, para 43%, aos 15 anos. Um quarto das raparigas com 15 anos de idade fazem dieta ou outro método para perda de peso.
  • Os níveis de atividade física permanecem baixos. Apenas 25% dos jovens de 11 anos de idade e 16% dos de 15 anos de idade atendem às diretrizes atuais para a atividade física. As raparigas são menos propícias a alcançar os níveis recomendados.

Zsuzsanna Jakab, Diretor Regional da OMS para a Europa afirmou que “os jovens são tão ricos e diversificados quanto os seus homólogos. Eles requerem um conjunto de intervenções que refletem a sua diversidade e que tomam, totalmente, em conta a sua idade e género e o seu ambiente social e cultural. “ e notou, ainda, que “no relatório, foram os jovens que disseram como as coisas são e sublinharam o que é importante para eles. Nós devemos agir sobre esta verdade.”

Fonte:

https://unric.org/pt/oms-lanca-relatorio-comportamento-de-saude-em-criancas-em-idade-escolar/